segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Duas vergonhas de minha adolescência




Aos quinze anos tudo parecia muito complicado - para os outros. De mim eu já tinha uma certeza e uma dúvida. A certeza: Eu queria ser ator; A dúvida: a sexualidade. Todos achavam que eu era gay (inclusive eu). Falar das duas coisas me causava constrangimento. Mais na cidade onde eu morava as duas coisas eram tabú. Porém, falar do sonho era mais difícil. Se eu falasse para alguém "eu sou gay", virariam para mim e diriam: Grandes coisas! A cidade estava cheia deles. Mais se eu dissesse eu "quero ser ator", diriam: Áh! Deixa disso, vai! Conta outra! Ninguem é ator nessa cidade. Utopia.
Definitivamente, ser gay era mais possível e menos difícil de admitir. Levei as duas vergonhas comigo para fora da cidade. Hoje sou ator. E gay????......... Deixa isso pra lá! Ta cheio deles por aí.
 (Se você se divertiu com esta postagem, deixe-me o seu comentário. Em seguida eu, Obede Simão, deixarei um comentário sobre o seu comentário) Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário